Publicidade
Publicidade
  • Rodrigo Cunha
    • 7
      Posts

    Rodrigo Cunha

    Natural de Arapiraca-AL, é graduado em Direito pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e pós-graduado em Gestão Estratégica Empresarial, pelo Instituto Superior de Línguas e Administração, em Lisboa, Portugal e em Direito do Consumidor pela Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal (Uniderp). Foi superintendente do Órgão de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/AL).

Por que é tão importante fiscalizar?

Muita gente não sabe, mas além de elaborar leis, o deputado estadual tem um outro papel importantíssimo: o de fiscalizar o trabalho do executivo. Ou seja, como deputado estadual somos eleitos para sermos os olhos e ouvidos da população quando o assunto são as ações e serviços do governo do Estado. E vou além, precisamos também ser a voz.

Desde o inicio do meu mandato venho trabalhando para que a sociedade sinta-se representada, e possa acompanhar junto comigo, o que tem sido feito pelo governo estadual. O papel de fiscalizador não é apenas apontar falhas, mas também procurar soluções. Por isso, sempre que faço uma visita a algum serviço público ou recebo uma denuncia e vou averiguar, busco dar os encaminhamentos devidos para solucionar aquele problema.

No ano passado, lancei o monitoraalagoas.org, que acompanha, através do orçamento do Estado, se as promessas feitas pelo governador de Alagoas e registradas em cartório estão sendo realizadas ou não. Isso deu à população o poder da informação, de cobrar e exigir do seu gestor que suas metas sejam realizadas, conforme prometido.

A fiscalização pode ser feita também por qualquer pessoa. Nós, enquanto parlamentares, temos o dever de ouvir e procurar encaminhamentos para cada denuncia, afinal, fomos colocados neste lugar para respeitar a vontade do povo e sermos coerentes e fiéis ao nosso dever.

E a fiscalização traz bons resultados. Aqui mesmo em Arapiraca, recentemente uma ação de fiscalização do Procon contribuiu para a redução do preço dos combustíveis. Ao divulgar a lista dos postos com gasolina mais barata, o Procon deu a população a chance de escolher e promover a concorrência. Além do órgão fiscalizar a qualidade do material.

Desde sempre, ainda enquanto superintendente do Procon, o ato de fiscalizar sempre esteve presente nas minhas ações, por acreditar, principalmente, que enquanto cidadão, estar atento aos atos e cobrar meus direitos contribui para que eu viva em uma sociedade mais justa.

Compartilhar

Comentários