Publicidade
Publicidade
  • Politicando
    • 390
      Posts

    Politicando

    O objetivo do blog é analisar a conjuntura política na capital e no interior de Alagoas.

Renan parte para o ataque e está em rota de colisão com Temer

O presidente da República, Michel Temer (PMDB), e o senador Renan Calheiros (PMDB) já não falam a mesma língua e estão em rota de colisão. Desde o começo deste mês, o senador passou atacar o chefe do executivo federal com duras críticas, principalmente voltadas para a área econômica.

Com esse racha, o PMDB está dividido. Renan Calheiros criticou as medidas para resgatar a economia do Brasil e revelou que o presidente não dialoga com os brasileiros.

Oficialmente, o parlamentar ainda não decidiu romper com o presidente da República. Entretanto, disparou mais uma crítica comparando Michel Temer com o período em que a seleção brasileira era treinada pelo Dunga, ex-técnico da Seleção brasileira. Renan disse ainda que o Brasil precisa de Tite para nos levar a um porto seguro.

Renan aproveitou para responder se havia rompido com Temer. "Rompimento, ainda não. O que está ficando claro são posições diferentes do PMDB e do governo. Conversei com o presidente Temer várias vezes, e ele chegou a perguntar se a agilização do julgamento da chapa Dilma-Temer do TSE iria ajudar na devolução da legitimidade. E eu disse: 'Sinceramente, acho que não. Acho que o que vai devolver a legitimidade perdida é acertar a mão, escalar melhor, jogar para frente'", contou.

Temer, por sua vez, montou uma operação para isolar Renan na liderança da bancada do PMDB no Senado.

O presidente vai criar um canal direto com os senadores peemedebistas. Sem Renan, Temer chamou ontem um pequeno grupo para conversar.

Compartilhar

Comentários